Reclassificação de   Transformadores

A tecnologia de reclassificação de transformadores aplica-se a equipamentos originalmente isolados com óleo não-PCB, mas que durante manutenções envolvendo completamento do nível, regeneração, termo-vácuo, troca ou outras intervenções no óleo, sofreram contaminação cruzada, passando a ser classificados como contaminados por PCB (com concentração de PCB no óleo entre 50 e 500 mg/kg), ou PCB (com concentração de PCB >500 mg/kg).

O processo é indicado a equipamentos ativos. A viabilidade técnica e econômica deve ser avaliada caso a caso. O procedimento, que pode ser feito no próprio local de instalação, consiste da retirada do óleo contaminado, limpeza interna com fluido especialmente formulado e reenchimento com óleo isolante isento de PCB (<2mg/kg).

O óleo isolante contaminado e fluido de limpeza são destinados para a unidade de reciclagem da WPA, mediante autorizações ambientais. A eficácia da reclassificação é atestada por laudos de análises de teor de PCB anterior, posterior e de 30 a 90 dias após o tratamento.